Inter-Caima Futebol Clube do Pinheiro Manso



Corria o já longínquo ano de 1966 quando um grupo de jovens pensou em formar uma equipa de futebol para participar num torneio organizado pela Câmara Municipal de Vale de Cambra e pela A. D. Valecambrense.

Depois de alguma discussão foi decidido que se chamaria Inter-Caima Futebol Clube Pinheiro Manso. Inter, porque na altura o Inter de Milão era uma das equipas mais fortes da Europa, se não a mais forte. Caima, porque viviam de frente para o rio Caima. Futebol Clube, porque era a modalidade que se pretendia praticar e Pinheiro Manso, porque era aí que se juntavam e viviam a maior parte dos jovens fundadores.

Esta é em síntese a história dos primórdios do Inter-Caima Futebol Clube do Pinheiro Manso, que depois do já citado torneio para o qual o clube foi formado, praticamente deixou de existir.

Decorria o ano de 1977 quando as Câmaras de Vale de Cambra e São João da Madeira decidiram organizar uma prova de atletismo por estafetas ligando os dois Concelhos, na qual participariam as colectividades dos mesmos. E foi com o pensamento de participar nesta prova que se pensou em reorganizar o Inter-Caima, respeitando o nome e as cores (preto e branco) dos fundadores.

A 7 de Outubro de 1978 reuniu-se um grupo de pessoas para tentar eleger a primeira direcção, para a qual concorreram duas listas A e B.

Em 1978 deu-se um passo importante no sentido de dar existência jurídica ao clube, com a assinatura em cartório notarial e com a saída no Diário da Republica do nome do clube e dos respectivos estatutos.
Em 1987, começava a luta pela maior ambição e desejo de qualquer colectividade que era possuir um parque de jogos próprio.

Existia e ainda existe um terreno baldio junto ao lavadouro, no Rio Vigues, mas uma parte desse terreno era particular e teve que ser adquirido por uma soma que rondava os 700.000$00, verba que era incomportável para as estruturas então existentes. Para conseguir a entrada inicial do pagamento, decidiu organizar-se uma comissão para recolha de fundos, junto das populações e amigos do Inter-Caima, verba que viria a ser conseguida, sendo o restante pago em prestações.

E assim nasceu ou nascerá complexo desportivo do Rio Vigues, com o querer e vontade das gentes do Pinheiro-Manso, porque como diz o poeta: “ Quando o Homem sonha, o Mundo rola e avança”.


No dia 3 de Abril de 1993, o Inter-Caima concretizou um sonho antigo, ao inaugurar com poupa e circunstancia a sua sede social, cita no lugar do Pinheiro-Manso. Na inauguração participaram o Sr. Presidente e Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vale de Cambra, bem como o Sr. Presidente da junta de freguesia de S. Pedro de Castelões que muito tem ajudado e apoiado o clube, nomeadamente na sua participação nas festas e convívios organizadas pelo mesmo.